segunda-feira, 14 de setembro de 2009

Independência

No dia 7 de setembro “comemoramos” a independência do Brasil, proclamada no ano de 1822. O Brasil conseguia naquele ano sua independência ao ficar livre dos colonizadores portugueses, porém, isso não afetou muito o seu regime econômico-social.

A independência brasileira foi beneficiada com a transferência para o Rio de Janeiro da família real portuguesa, em 1808, e com a implantação de várias medidas como a liberação dos portos. Para que a independência do Brasil fosse reconhecida, foi realizado um acordo, em que o Brasil assumia uma dívida de Portugal com a Inglaterra. Com isso o Brasil foi ficando cada vez mais endividado. Com esse endividamento o Brasil foi se transformando na prática quase que em “colônia” da Inglaterra.

Dai para frente, o Brasil ao longo de sua história continuou a transferir grande parte de suas riquezas para os lucros de outros países, demonstrando que não tínhamos alcançado ainda por completa a nossa independência.
Ou seja, a independência do Brasil ainda não foi feita. A independência política não acabou com o fato de o Brasil ser subordinado pelos países mais desenvolvidos.

Curiosidade:

Existe uma frase supostamente “dita” por D. Pedro I que marcou o 7 de setembro de 1822 e que é lembrada até hoje: “INDEPENDÊNCIA OU MORTE!”.

Não existe somente uma maneira de contar a história desse grito, existem diversas. Uma delas diz que um padre chamado Belchior, conta que D. Pedro leu os decretos e perguntou:O que eu faço agora Padre? E então o padre lhe falou: “Proclame a independência do Brasil, senão, iremos ser prisioneiros das Cortes”. Diante de muitas pessoas D. Pedro puxou a espada, botou ela pro alto e então falou: “INDEPENDÊNCIA OU MORTE!”.

Criado por Luis Felipe, Paulo e Matheus

Nenhum comentário:

Postar um comentário