segunda-feira, 28 de junho de 2010

Opinião: formalidade e informalidade

Por Luise,







Pois é gente, em nossas aulas de sociologia falamos sobre negócios formais e informais, e com isso fiquei pensando, qual é a diferença entre eles e por que algumas pessoas vão pelo caminho da informalidade.

Primeira coisa, um negócio informal não existe para o governo. Ele é caracterizado por se você produz alguma coisa, e ela estragar, ou falhar,o(a) comprador(a) não pode dizer que é seu direito ter o produto substituído, pois o código do consumidor não vale para negócios informais.

Também não há seguro-maternidade, aposentadoria, décimo-terceiro, entre outras coisas. Os negócios informais também passam por problemas assim: se há um aumento de procura do produto informal, o pequeno empresário não é obrigado a dar um aumento aos trabalhadores.
Nas leituras que fizemos constatamos que há número pequeno, na América Latina, porém maior que o da Europa, de negócios informais.

Guillermo Perry, economista-chefe do Banco Mundial, afirma que os níveis altos de informalidade são uma consequência de falta de estímulos para ir para a formalidade. Com investimentos melhores, as empresas formais crescem e pagam salários mais altos, o que torna o trabalho informal menos atraente.
Outro problema da informalidade é que ela não obriga o empresário a pagar impostos, e este dinheiro fica faltando em saúde, educação, cultura..
Outro problema dentro deste é o seguinte, não somente nos negócios informais não há arrecadação de impostos, o que também prejudica o desenvolvimento.

Com tudo isso, dá para concluir que a informalidade é ruim para o governo, para o(s) consumidor(es) e para os trabalhadores explorados.

É isso aí, pessoal, até mais!
Créditos da imagem:

Nenhum comentário:

Postar um comentário