quarta-feira, 22 de setembro de 2010

Sexo seguro e seus métodos

por Kamille,


Como somos adolescentes achamos que somos intocáveis, que nada vai acontecer até que aconteça, não temos muita consciência do que fazemos. Fazer sexo é bom, mas temos que nos proteger, pois existem muitas formas de pegar doenças, além de engravidar.

Os pais hoje em dia não procuram falar sobre sexo com seus filhos, e a escola acaba fazendo o papel deles, pois os adolescentes de hoje precisam de incentivo e educação sexual, para terem consciência do que fazem.

Aí vai algumas dicas para se protegerem: Usem preservativo, é a forma mais comum de se fazer sexo seguro, pois tem a função contraceptiva e de barreira. Ele evita o contato com sangue, secreção vaginal ou com o esperma durante a relação sexual. Esse método tem mínimas chances de dar errado, a não ser que o preservativo seja colocado incorretamente. Também existem as pílulas anticoncepcionais, que são feitas com substâncias químicas semelhantes aos hormônios do corpo da mulher. Elas impedem a ovulação, com intenção de evitar a gravidez. É preferencial ter uma receita médica, e tomar a pílula todo o dia na mesma hora. Se ocorrido uma relação sexual no período fértil da mulher e sem proteção, ou então o preservativo usado na relação sexual romper, é utilizada a PÍLULA DO DIA SEGUINTE, também outro modo de se proteger apenas contra uma gravidez indesejada. É muito útil quando acontece sexo não planejado e desprotegido, principalmente na adolescência, onde ocorrem mais essas situações.

A tabelinha, onde a mulher marca seus dias férteis num calendário, e se ela quer não quer engravidar, os dias não férteis significa que ela pode ter relações sexuais, ou então usa seus dias férteis para ocasionar uma gravidez. Mas não é muito confiável, pois não protege contra DST (Doenças Sexualmente Transmissíveis) e AIDS. Além dessas proteções existem outras, como o Diafragma, Espermicidas, Muco Servical, Coito Interrompido, DIU, etc.

Para adultos que não querem mais ter filhos, existe a Vasectomia e a Ligadura Tubária, onde é feito uma cirurgia. Espero ter ajudado a alguém que tenha dúvidas em métodos para se proteger contra gravidez indesejada e DST/AIDS.


E se forem fazer sexo, façam sexo seguro, protejam-se!

FONTES:

Créditos da imagem:

http://3.bp.blogspot.com/_MoXxrAh6Q1s/STQnzAIIcGI/AAAAAAAAApI/PVsOOycCRmg/s400/aids.jpg





Um comentário:

  1. Olá, blogueiros!

    A melhor prevenção é a informação e usando a camisinha, todos curtem melhor a vida e sem preocupação. Homens e mulheres, de qualquer idade, orientação sexual ou classe social são vulneráveis ao vírus HIV e a outras doenças sexualmente transmissíveis (DSTs). Ajude a divulgar informações e conscientizar mais pessoas sobre as formas de contágio e prevenção de DSTs. A camisinha é segura e a maior aliada nesse combate. Ela é distribuída gratuitamente na rede pública de saúde.
    Camisinha. Com amor, paixão ou só sexo mesmo. Use sempre.
    Siga-nos no Twitter: http://twitter.com/minsaude
    Para mais informações: comunicacao@saude.gov.br, http://www.aids.gov.br ou http://www.formspring.me/minsaude Atenciosamente, Ministério da Saúde.

    ResponderExcluir