sexta-feira, 12 de novembro de 2010

Exploração do Ouro e o cotidiano do século XVIII

por Bárbara,


Com a descoberta do ouro a população de Minas Gerias teve um aumento brusco, as pessoas que trabalhavam nas fazendas, e muitos outros trabalhadores deixeiram seus trabalhos e foram para Minas Gerais, muitas vezes com poucos escravos e sem dinheiro, pensando que iriam enriquecer da noite pro dia, então se formaram as vilas ao redores das minas.

O custo de vida era caro, devido as leis que os portugueses criaram para conseguir lucros e também pelos produtos utilizados que muitas vezes vinham de outras partes da colonia, e o preço era um absurdo.

As populações que antes moravam em fazendas e nas poucas cidades do litoral, começaram a se concentrar em vilas, umas próximas das outras, em uma mesma região, houve também o deslocamento da atividade que mais obtinha renda, o centro econômico colonial, que foi para o sul e para o interior do território, ou seja a colonização portuguesa foi além da costa da colônia e entrou no continente.

A descoberta do ouro trouxe esperança de melhoras para as finanças portuguesas, entretanto o contrabando dos metais preciosos era fácil, assim foram criadas leis pela Coroa, uma delas era o quinto, o principal imposto cobrado sobre a extração do ouro, ou seja, 20% do metal encontrado pelos mineradores deviam pertencer à Coroa Portuguesa, com isso a Coroa impôs a derrama, para cobrar impostos atrasados, essa lei estabelecia que a população completasse a cota de ouro com seus próprios recursos, ou seja deveriam pagar esses impostos com o seu próprio dinheiro caso a meta não fosse alcançada. Todo o problema relacionado à dividas no Brasil, foi solucionado com o aumento dos impostos e empréstimos.
Diferente da sociedade açucareira no Nordeste que tinha as fazendas como centro, Minas tinha como centro as cidades, onde amontoavam pessoas. Os habitantes cuidavam de seus negócios, participavam de atividades religiosas. Os portugueses implantaram seus costumes, sua cultura. Um ponto muito importante que não podemos deixar de citar, além desses aspectos que eles impunham aos povos, conseguiram levar a religião também para o Brasil, muitos escravos, índios, e outros passaram a ter religião por causa dos portugueses.

Com o ouro brasileiro, Portugal conseguiu construir luxuosos templos e edifícios públicos e particulares, tal como o mosteiro de Mafra. Assim a " elite mineira", com outras proporções foi conquistada pelo desejo de mostrar sua riqueza com construções. Até 1740, as construções mineiras ainda eram feitas de barro e madeira, porém nessa época, surgiu o inicio da primeira construção de pedra de Vila Rica, na qual era o "Palácio dos Governadores", essa obra levantou um grande número de construções, onde as igrejas eram destacadas. Contudo poucos habitantes das cidades mineiras conseguiram obter fortunas, mesmo com a abundância de ouro, e assim apenas um grupo muito pequeno de homens ricos se formou.

créditos das imagens:

http://files.jdproducoes.webnode.com/200000254-2db342fa87/ouro.jpg



Nenhum comentário:

Postar um comentário