sábado, 13 de novembro de 2010

Subcultura dos emos

Por Diana,

Bom todos vocês conhecem ou já ouviram falar expressões como esta: "Que emo que é aquele garoto!", mas muitas pessoas nem sabem o que realmente é ser emo.

Nas nossas aulas de sociologia, estamos estudando sobre as diferentes culturas e subculturas, assim cada grupo teria uma subcultura para pesquisar. A proposta ainda constituía em se caracterizar sobre a subcultura sorteada.

Meu grupo pegou sobre a subcultura dos emos, e nesse texto irei falar um pouco sobre eles.

Partindo do princípio, o que a palavra emo, quer dizer? Bom, emo vem de emotional hardcore, que foi criado em Washington, na década de 1980, para dar nome às bandas que tocavam batidas pesadas com letras que expressassem seus sentimentos e emoções.

Aqui no Brasil podemos ver vários adolescentes entre 11 a 18 anos que adotaram o estilo emo.

Os emos não têm vergonha nem medo de abraçar, beijar em público, ou trocar elogios. São emotivos, e choram ao ouvir músicas sobre amor, amizade, etc. Não gostam de pessoas violentas, e lutam para um mundo sem ela, e sem drogas. Vivem na internet e trocam "Sabia que eu te amo" por "Xabia q eu ti amu". No estilo de roupas, tem a forte presença de estampas animadas. E ainda escrevem em diários, ou fazem músicas, e poesias.

Por serem emotivos e carinhosos, sofrem preconceitos e xingamentos, como exemplo, podemos citar o caso dos meninos, que se abraçam e trocam elogios, eles são tachados de gays e as meninas de lesbícas. Há muito preconceito com esse estilo.

Ainda tem lugares em que eles não são bem aceitos, e são até expulsos. Foi o que ocorreu na Galeria do Rock, em São Paulo, um grupo de amigos foi expulso do lugar, o dono justificou dizendo que eles tinham prejudicado o negócio.

Assim com esse texto, eu espero ter diminuído o preconceito que existe contra eles, já que o mesmo existe por conta da falta de informações sobre o assunto. Afinal, cada pessoa pode escolher seu estilo, e ser aquilo que a deixa mais feliz, e a nós cabe respeitar essa escolha.

Créditos da imagem:

http://eupodiatamatando.com/2007/08/29/o-que-o-emo-disse-pra-ema/



Nenhum comentário:

Postar um comentário