domingo, 22 de abril de 2012

A guerra do Chaco

por Bruna,

            Como primeiro assunto do ano na disciplina de geografia falamos um pouco sobre fronteiras. Então o professor mandou de trabalho para casa procurar fronteiras que tivessem sido estabelecidas por meio de conflitos. Depois de procurar um pouco achei uma, que está mais perto do que agente pensa, aqui mesmo na América do sul e aqui está o texto que escrevi sobre a guerra pela região do Chaco:
 A guerra do Chaco foi uma disputa entre Bolívia e Paraguai pela região de Chaco Boreal, que durou de 1932 a 1935. A Bolívia, que já tinha perdido a saída para o oceano Pacífico para o Chile e o Acre para o Brasil, estava de olho no acesso ao oceano Atlântico usando o Rio Paraguai, mas para isso precisava ocupar o Chaco, território até então pertencente ao Paraguai .Para piorar,o a situação da Bolívia ela sofreu um golpe de estado,derrubando o presidente. E a crise no capitalismo também começou a atingi-la.           
            A descoberta de petróleo nessa região foi um fator muito importante para o “estourar” da guerra, então em junho de 1932 as tropas bolivianas entram na região do Chaco mesmo sem a autorização do presidente. O exército paraguaio mesmo em menor número era mais moderno e “experiente”, assim ganhando uma forte vantagem. 
          Então em junho de 1935, depois de vários erros do exército boliviano, como jogar uma bomba no próprio exército, e a impossibilidade de mandar reforços,combinados com o cansaço e a fome e a superioridade da marinha do Paraguai. O Paraguai vence a Guerra aniquilando boa parte do exército boliviano.
            Então em julho de 1938 os países chegaram a um consenso num acordo de paz, onde ficou estabelecido que o Paraguai ficaria com ¾ do Chaco e a Bolívia ficaria com ¼, esse acordo foi mediado por um grupo de países liderado pela Argentina.
Na verdade, para mim essa guerra foi uma boa tentativa da Bolívia de se salvar,mas foi mal planejada. E por motivos não concretos, pois no fim os dois países passaram por uma crise pós-guerra e descobriram que o petróleo, que foi o um dos maiores motivos da guerra, não existia, por tanto talvez se eles tivesse planejado um pouco mais essa guerra nem aconteceria, o que seria bom na época e, talvez, pouco refletisse no hoje.
Fontes:

Nenhum comentário:

Postar um comentário