terça-feira, 25 de setembro de 2012

As diferenças e semelhanças dos movimentos populares MST e MAB


por Júlia,

É pela mídia, pela família e pela escola onde o jovem começa a entender o mundo, quando repensa seus atos e constrói suas ideias. Porém existem muitos assuntos dos quais a família e a escola não têm conhecimento ou interesse e que a mídia não expõe ou distorce. Dois deles trataremos neste texto.

O MST (Movimento dos Sem Terra) e o MAB (Movimento dos Atingidos por Barragens) são pouco divulgados ou então são colocados como movimentos de pessoas que não trabalham ou apenas querem reclamar para ganhar alguma coisa sem precisar dela. Isso porque estes movimentos lutam por razões não favoráveis as grandes empresas hidrelétricas ou com os grandes donos de terras.

 O MAB e o MST lutam por razões próximas, pela perda ou pelo ganho de terras. Enquanto o Movimento dos Atingidos por Barragens luta por suas moradias ou propriedades que perderam na construção de alguma hidrelétrica, que alagou sua antiga cidade e não os indenizou (ou então indenizou menos do que devia). O Movimento dos Sem Terra luta por terras para construírem suas moradias e poderem trabalhar nelas com o serviço rural, já que há no Brasil grandes terras (como latifúndios) sem apropriação ou uso algum.

É claro que isso é do contragosto das hidrelétricas e dos proprietários de grandes terras, estes últimos muitas vezes esperam anos e anos para que suas terras valham mais, mesmo sem seu uso e com a população na miséria. 

Como já dito anteriormente a mídia que está sempre do lado do poder econômico, distorce a ideia dos movimentos e não mostra  o lado real da situação. Pois então como é que nós alunos do Colégio de Aplicação da oitava série tivemos acesso a estas informações? É que mesmo não estando em nosso currículo escolar a escola preocupou-se dessa vez de seguir seu dever, como educadora e formadora de crítica. Assim foram propostas duas atividades, a leitura do livro: Por um Pedaço de Terra, e a pesquisa a campo em Itá - a cidade que foi destruída por barragens- e Abdon Batista, em Santa Catarina, local onde os integrantes do MAB planejavam alguns de seus debates e mobilizações.

Foi retirado do livro Por um Pedaço de Terra a apresentação do MST, do modo como se organizam e o perigo que corriam. O personagem Júlio era quem ia levando o leitor a conhecer o movimento. Ele é jovem e está ligado aos gostos de todo adolescente, música, namoro e outros. Ele foi chamado para fotografar a realidade do MST no seu primeiro emprego.

Porém, quando chega ao local de mobilização do movimento ele enfrenta perigos reais , que não estão inseridos apenas na história ficção. Perigos que não apenas o MST sofre, mas, como já visto por nós alunos na saída a campo, presentes também no MAB.

Há por exemplo numa mobilização, das quais o movimento sai para as terras não utilizadas ou então no caso do MAB seria para o meio de trabalho da hidrelétrica, a presença de “Jagunços”, homens contratados para assustar, com o uso de armas as pessoas da mobilização. A trama do livro também mostra que podem acontecer alguns assassinatos.

O livro também fala que ao contrário da distorção da mídia, o movimento é todo muito bem organizado, e que no acampamento em que montam para discussões e planejamentos, as barracas são organizadas em números e com o espaçamento como ruas e bairros. Pudemos notar o mesmo na saída a campo no acampamento do MAB, que trabalha com a mesma organização.

No livro há também a forma como mudou a experiência vivenciada por Júlio em sua vida. Posso dizer que além de Júlio visualizar melhor a realidade do país, ele também pode combater preconceitos urbanos, como a desvalorização das pessoas do meio rural, vendo que pode ser ótimo o convívio com elas. Acho que comigo o mesmo pode acontecer, vi além do que um noticiário ou um jornal podem informar.

PSY e Super Junior foram indicados ao EMA 2012


  por Geilza,        


Europe Music Awards EMA é uma premiação musical mundialmente conhecida, que teve sua primeira transmissão em 1994. Foi criado para premiar os artistas, videoclipes e músicas mais famosas na Europa e é transmitida anualmente pela MTV. No dia 11 de novembro Europe Music Awards vai abrir mais uma vez um espaço ao kpop. Ano passado o grupo BigBang da YG Entertainment foi premiado como Melhor Artista Internacional.

O Psy foi indicado para o prêmio mais importante da noite de premiações, que é o melhor vídeo, concorrendo com cantoras como: M.I.A, Lady Gaga, Katy Perry, Rihanna. Psy é o único cantor que está concorrendo a esta categoria que não canta e inglês e que é do sexo masculino.

O Super Junior estará representando a Ásia, pois concorrerá ao prêmio de Melhor Artista Internacional, outros concorrentes ao mesmo prêmio são: Hangeng da China, Jolin Tsai do Taiwan, EXILE do Japão, Yuna da Malasia. 

 Quem estiver interessado pode votar no artista que você quer que ganhe o EMA: http://asia.mtvema.com/vote



Conhecendo a orquestra!


por Júlia,

Bem, quero falar dos instrumentos de orquestras mais variados para caso você leitor tenha interesse em conhecê-los, também colocarei o link de vídeos para que ouça também o som do instrumento além de outras informações adicionais. Talvez alguém trate de ter algum gosto em especial por algum deles e assim procure aprende-lo! Os principais numa orquestra são:

Piano: Quando usado ele é a principal melodia e está sempre presente, não tem um som tão alto comparado a outros de uma orquestra.
Família das Cordas

Violino: Ele é da família das cordas, se toca com arco feito com madeira e crina de cavalo, seu som é muito agudo e muitas vezes ele da a melodia principal de uma obra clássica, Este também é o menor dos instrumentos de uma orquestra.http://www.youtube.com/watch?v=ce9WNw2qAvk

Viola: Adora a Viola, ele é mais que o violino mas é tem o mesmo desenho e se toca da mesma forma, a diferenciação vem no seu som que soa um pouco mais grave que o violino e fica mais atrás dele numa orquestra. http://www.youtube.com/watch?v=DeokIf2KUtQ

Violoncelo: Este é mais grave e muito maior, por isso é apoiado no chão, tem apelido de cello, e fica um pouquinho mais atrás dos outros dois instrumentos falados anteriormente, mas também é tocado com o arco e pertence aos instrumentos das cordas. http://www.youtube.com/watch?v=Dd1Gm6BdtV0

Contrabaixo: Este é o maior e mais alto dos instrumentos de cordas, além é claro de ser mais grave, é preciso ficar em pé para se tocá-lo (ou sentar numa cadeira alta), ele além de ser usado nas orquestras era muito usado nas bandas dos anos oitenta de estilo gótico e outras variações como no The Cure por exemplo. http://www.youtube.com/watch?v=l_c96fnJa6o

Família da Madeira

Flauta: Pertence a família da Madeira, hoje em dia nas orquestras ela normalmente é de metal, também é um instrumento de sopro e o mais conhecido. http://www.youtube.com/watch?v=F3B-hpbtShw

Flautim: Ele é menor que a flauta e mais agudo, pode ser muito estridente e também é da família da madeira. http://www.youtube.com/watch?v=2GeaQg9C_X8
Oboé: Seu bocal é feito de bambu e é muito delicado, é chamado de palhetas, e ele serve para afinar a orquestra normalmente tocando um lá. http://www.youtube.com/watch?v=f-UuscvfZG8

Fagote: É uma espécie de oboé dobrado em dois, tem o mesmo bocal e o som mais forte. http://www.youtube.com/watch?v=a70lGaTpDFM

Clarineta Reta: Tem dois tipos diferentes, a reta, que é a mais conhecida, seu nome formal é clarineta em si bemol, também é do grupo da madeira mas seu corpo também é de metal. http://www.youtube.com/watch?v=PVrMBy44zjM

Clarone: é uma outra clarineta, esta  é mais comprida e suas extremidades são curvadas para que ela não encoste no chão enquanto é tocada na orquestra, é mais grave e suas notas são mais espaçadas , tem nome formal de Clarineta baixo. http://www.youtube.com/watch?v=yCy2cmK1EVE

Família dos Metais

Trompa: Muito grave esse instrumento e tem um som bem alto, é todo enrolado por causa de seu tamanho gigantesco. http://www.youtube.com/watch?v=eLxYzCuyUSs

Trompete: O trompete tem três botões e também é enrolado uma vez, você coordena o som com sua própria voz, pode trocar o bocal e é o mais pequeno dos instrumentos dos metais. http://www.youtube.com/watch?v=6U2eIuzxSag

Tuba: A tuba tem um som muito grave que é usado mais para ritmar as melodias, seu bocal é enorme e requer bastante força pulmonar. http://www.youtube.com/watch?v=5cqiR4md1ok

Percussão

Tímpanos: Tem nomes bem apropriados pois são muito altos, eles marcam ritmo e também quando a melodia alcança um som bem alto, parecem tambores e ficam na “cozinha” lugar dos instrumentos de percussão. http://www.youtube.com/watch?v=P-GYA1bjnIM

Pratos: São usados para o momento mais emotivo e de som alto numa orquestra.

domingo, 23 de setembro de 2012

Alguns livros para ler no ponto de ônibus


por Júlia,

Neste ano li três livros (um deles reli) do autor de filosofia para jovens Jostein Gaarder, norueguês que está sempre colocando traços da cultura europeia nos próprios romances. São de fácil leitura, envolvem sempre um misticismo para embalar o leitor, onde também estarão presentes questões filosóficas e algum mistério a ser revelado no final do livro, ou então apenas parcialmente revelado, o resto tem de ser metaforizado pelo próprio leitor. Se é o que autor quis passar ou não a mensagem que você acha que encontrou, bem, no meu caso não deu para saber.

Um dos dois livros provavelmente todos os alunos terão de ler nos anos que virão: Mundo de Sofia ou o Dia do Curinga. O terceiro que li, com menos chances de ser passado nos anos posteriores é o Através do Espelho. Mundo de Sofia é o mais complicadinho entre os três. Na verdade não é certo que podemos afirmar maior dificuldade entre algum deles, no mínimo estes pedirão (gentilmente e maneira implícita) que você se questione sobre grandes perguntas que incomodaram durante os séculos a existência humana: quem somos? De onde Viemos? Para onde vamos? É claro que ainda temos de encarar no meio destas outros questionamentos um pouco mais confusos, somos? Tudo sempre existiu? Uma coisa pode do nada aparecer?

É bem provável que você possa ter ficado um pouco confuso agora, e provavelmente o professor vai pedir para que eu esclareça melhor, mas ao invés disso seria mais interessante se você que está lendo pudesse pegar uma edição na biblioteca e assim matar uma curiosidade, e nisso não estou dizendo (nem dizendo o contrário) que você achará resposta para todas estas perguntas. Bem aqui vai uma pequena “sinopse” de cada livro, espero que algum interesse você!

O Mundo de Sofia trata de uma menina que vai receber um presente de aniversário muito misterioso de um filósofo desconhecido, este seria nada mais que uma apostila de filosofia, lendo o livro o leitor pode ver que o presente também será disponibilizada a ele, além de uma intriga misteriosa para saber quem é a garota das cartas que um pai misterioso manda do Líbano para Sofia, e não por engano... É um final bem surpreendente...
Já o "através do espelho" é um livrinho que eu tenho muito carinho, trata uma preparação a morte da pequena Cecília, que recebe visitas inesperadas de um anjo que vai dizendo tudo sobre o céu enquanto pergunta sobre todos as estranhezas da terra.

O Dia do Curinga também é claro muito especial, você viaja com Hans-Thomas e seu pai ao encontro de seu mãe/esposa que saiu para Atenas se encontrar e que foi assim entrando para o mundo da moda. Porém além dessa viajem há outra muito peculiar dentro duma ilha mágica, é claro que no livro você não sabe dizer se é a ilha ou nosso planeta  o mais estranho.

Não se preocupe caro leitor que tem muitos desses livros na biblioteca, que SEMPRE estão disponíveis. ( :

Eleições 2012


           por Mateus e André,
                       
            Este ano nós teremos mais uma eleição municipal, onde pessoas irão eleger vereadores e prefeito, mas não estou aqui para falar de nenhum candidato, mas sim para falar de alguns crimes que alguns deles cometem antes das eleições, e ao longo do texto irei explicando cada um deles.  

            Propaganda de Boca- de- Urna, é uma prática ilegal de ganhar voto, conforme estabelece o Art. 39, §5º, Inciso II da Lei Nº 9.504/97.[i] Neste crime os chamados de “boqueiros” ficam perto das seções eleitorais tentando mudar o voto do eleitor e apoiando o seu candidato. Mas existem também crime mais “pesados”, por exemplo,corrupção eleitoral ativa, onde o candidato oferece dinheiro para o eleitor ou oferece emprego em troca de voto, e também tem crimes que algumas pessoas ameaçam ou até chegam a bater para o eleitor ter a obrigação de votarno candidato que é dito para ele.

            Todavia, não são só os candidatos que cometem crimes, os eleitores também podem praticar crimes eleitorais, como por exemplo,o crime de corrupção, onde o eleitor oferece seu voto em troca de alguma vantagem. Este crime está previsto no Art. 299 do Código Eleitoral.[ii]

            Esses são alguns crimes que são cometidos não só por candidatos mas também por eleitores.
          
                 
[i]Art. 39. A realização de qualquer ato de propaganda partidária ou eleitoral, em recinto aberto ou fechado, não depende de licença da polícia.
(...)
§ 5º  Constituem crimes, no dia da eleição, puníveis com detenção, de seis meses a um ano, com a alternativa de prestação de serviços à comunidade pelo mesmo período, e multa no valor de cinco mil a quinze mil UFIR:
(...) 
II - a arregimentação de eleitor ou a propaganda de boca de urna; (Redação dada pela Lei nº 11.300, de 2006)
[ii]Art. 299. Dar, oferecer, prometer, solicitar ou receber, para si ou para outrem, dinheiro, dádiva, ou qualquer outra vantagem, para obter ou dar voto e para conseguir ou prometer abstenção, ainda que a oferta não seja aceita:
 Pena - reclusão até quatro anos e pagamento de cinco a quinze dias-multa.

Foto

sexta-feira, 21 de setembro de 2012

Como já dizia o compositor...


por Camila,
Como já dizia o antigo compositor “jamais a natureza reuniu tanta beleza”, e que beleza nossa Ilha tem a oferecer! Também conhecida como Ilha da magia, graças as nossas lendárias bruxas, também é cenário de variedades incríveis. A começar pela paixão pelo futebol, torcedores alvinegros e avaianos sempre competindo entre si. Mas o que mais chama atenção são as praias.
Cada praia também tem sua história para contar. Quantos casais apaixonados já abrigaram, quantos finais de anos felizes já acompanharam, quantas visitas ilustres de animais, como as famosas baleias, por exemplo, já receberam. Algumas pobrezinhas já serviram até de morada de bandidos famosos.
Tem também nossa velha e estimada figueira, localizada na também histórica Praça 15 de Novembro, que abriga muitas lembranças da nossa antiga Desterro. Cada um dos nossos patrimônios históricos tem seu valor, cada um representando muito bem nossa maravlhosa Ilha.
Uma Ilha que também representa muito para nossa história, nos levando aos tempos antigos de quando o Brasil ainda era colônia. Rica em belezas naturais e históricas. Rica em pessoas alegres e apaixonadas pelo futebol. Pessoas apaixonadas pela vida. 

Sobre livros, de novo, de uma triste temática.


por Júlia,

Bem, houve uma época das mais marcadas de sangue que o mundo já presenciou e que dificilmente alguém não ouviu falar, provavelmente você já tem palpites sobre qual é esta época. Todos conhecemos alguma coisa da segunda guerra mundial; Hitler, campos de concentração, império de ódio, caça aos judeus, negros, ciganos ou qualquer outra coisa que “sujasse” o sangue alemão. Eu não vou falar propriamente da guerra, até porque nunca estudei realmente sobre o assunto, mas já li, vi documentários, filmes, que demonstram com intensidade o momento de terror que a Europa viveu.  Na verdade é sobre estas leituras que vou falar, são só alguns palpites sobre livros que possam interessar jovens (e adultos) sobre o tema da segunda guerra mundial. 

Ela teve começo em 1939 e fim em 1945, é dito que Hitler queria fazer um reinado de mil anos, não deu, a humanidade agradece. Foi uma coisa horrorosa, na academia Hitler começou a difundir suas ideias nazistas a partir de um livro: Mein Kampf, Minha luta, um primeiro trabalho acadêmico sobre o pensamento ariano. Todas as edições queimadas e proibidas de serem vendidas após a derrota da Alemanha. Falei disso só para mostrar o poder de um livro. Mas bem, falaremos de outros, bem mais inocentes e também bem menos poderosos, na verdade indico os quatro que mais gostei e que têm na biblioteca do Colégio de Aplicação:

Acho que meu preferido foi Inverno na Manhã de Janina Bauman. Ela vai contar sua própria experiência dolorosa sobre ser judia na Polônia, e vai tratar com mais foco sobre os guetos, lugares onde os judeus permaneciam antes de serem forçosamente levados para os campos de concentração ou para trabalhar em construções, nos dois não havia como sobreviver, a não ser algumas formas milagrosas de se escapar e ser acolhido. Janina vai falar de um deles em especial, aquele em qual permaneceu, o de Varsóvia. Com este livro eu aprendi muito.

Outro bem legal e que é o mais conhecido com certeza é o diário de Anne Frank, a partir dos fatos e dificuldades contados por uma adolescente por um diário naquela  época. Identificar-se com a escritora também faz parte da experiência da leitura deste livro para os jovens, que entendem mesmo de décadas atrás a linguagem da menina. Ele foi lido e melhorado pelo pai que o mandou para o governo após a guerra, muitos anos depois foi editado e vendido.

Mesmo que não tratando da guerra em si vou falar deste pois ele  trás também o olhar do outro lado, o olhar dos alemães. A menina que roubava livros é uma história fictícia de uma menina que fora abandonada pela mãe, vira o irmão morrer e acaba na casa de dois alemães pobres. É muito bem humorada e bonita a história além de tratar sobre muitos aspectos sobre a guerra, da juventude hitlerista até sobre o perigo de refugiar um judeu.

O menino do pijama listrado também trás o olhar alemão, ele trata de uma criança que tem pai nazista e mora a alguns metros de um campo de concentração. O menino que ainda não tem conhecimento sobre aquele mundo faz amizade com o careca e de pijama listrado menino que aparece nas grades deste campo de concentração. É bem interessante e tem um final assim, bem trágico.

Estes foram os que mais gostei, mas existem tantos outros com esta mesma temática que podem te interessar, também os filmes e documentários são muitos, vale apena pesquisar e aprender!

segunda-feira, 17 de setembro de 2012

Ser pseudo estudante


por Júlia,

Olá pessoal do blog, estou postando uma crônica minha a pedido da turma (viu só Geilza). E também acrescento que apesar do meu esforço não sou uma pseudo estudante, e também não quero que vocês leitores tornem-se um. Fiz a crônica apenas para compartilhar uma reflexão sobre nossa realidade como estudantes.

Ser um pseudo estudante é ir a aula, olhar de soslaio o professor e dividir essa visão com um livro pousado no colo. É criptografar gírias (existentes apenas nos diálogos do seu pequeno circulo de amizade) nas linhas da última folha de seu caderno, e ainda, usar este mesmo caderno, de no máximo 96 páginas, para todas as matérias desde o começo do segundo trimestre até o final do ano. É preciso também já o ter usado no ano anterior.

Ser um pseudo estudante é ainda comprar mais seis cadernos no próximo ano (mesmo que na lista escolar esteja especificado onze ao total) e prometer a si mesmo que terá mais organização no futuro. Graças ao senso ambiental do pseudo estudante, ele trata de rabiscar bem os cinco cadernos não utilizados antes de  abandoná-los numa gaveta.

Ser pseudo estudante é estar equipado de uma pseudo mochila que nada mais é do que uma bolsa ecológica de alguma entidade ambiental que o pseudo estudante furtou do armário de seus pais. Como para esconder a prova do crime, o pseudo estudante rabisca também sua pseudomochila. Ele então pode se consagrar como um verdadeiro pseudo artista.

Ser pseudo estudante não é ser burro ou irresponsável, é estar sempre sobrevoando uma linha tênue que percorre seu imaginário durante as aulas, e no final de um trimestre ter na verdade que parar de sobrevoar essa linha e começar a andar em outra, compreendida na vida real como média escolar. É preciso lembrar que a média de um pseudo estudante é de cinco para matemática e seis para o restante.

Ser pseudo estudante é odiar a escola, mas, querer voltar á ela no meio das férias. É ter pena dos professores, desgostar de muitos e almejar ser um no futuro. Sim, pois um pseudo estudante não liga muito para o capital. É criticar sobre o espelho de classe, criticar sobre a perda de ponto quando exclama algo na sala (sempre sobre o pretexto sinceríssimo da involuntariedade da alma de tornar audível os suas críticas quanto a aula), é criticar sobre ter de copiar algo do quadro, de escrever algum texto, sobre  algum exercício a ser realizado em sala, mas dar graças a Deus quando a educação física é em produção textual.

Ser um pseudo estudante é ser um verdadeiro pesquisador dos conhecimentos básicos, trazendo a seu grupo bandas novas a serem ouvidas, shows a serem vistos, teatros a serem assistidos, e uma enorme biografia já decorada de seu artista preferido. Um pseudo estudante pode ter opiniões difusas, pois acha Báscara apenas um nome engraçado, acha sem graça alguma teoria descoberta na ciência, mas entende que uma música de um álbum qualquer define toda a amplitude das suas experiências vividas.

Ser um pseudo estudante é levar as críticas além da matéria e do currículo escolar, é saber se portar numa discução sobre as injustiças sociais ou sobre a situação do país. E por isso mesmo o pseudo estudante pode ser mais compreensivo e solidário com o outro do que qualquer aluno esforçado que muitas vezes teme sair das barreiras disciplinares para compreender o que ocorre ao seu redor.

Ser pseudo estudante, acima de tudo, é querer aprender muito, quase tudo, desde que para isso não tenha que sentar e olhar a um quadro negro. É que por sinal, o pseudo estudante é pseudo apenas aos seus colegas, mas para uma mente (sempre errônea e complicada) de qualquer professor, o pseudo estudante serve como parâmetro para definição de um estudante normal.

domingo, 16 de setembro de 2012

The Kinks


por Geilza,

The Kinks e uma banda de rock britânica formada em 1964 por dois irmão Ray e Davis. The Kinks foi intitulada como uma das mais importantes e influentes bandas de sua geração, tendo como influência estilos musicais diversos como rhythm and blues, music hall, folk e country.

 Durante toda os 32 anos de carreira da banda permaneceram somente dois integrantes originais ele eram Ray Davies e Dave Davies, o baixista Peter Quaife e um baterista chamado Mick Avory, foram substituídos por John Dalton  e Bob Henrit, Dalton foi substituído por Jim Rodford. A banda ficou famosa após seu terceiro single "You Really Got Me" em 1964, alcançando os topos das paradas musicais do Reino Unido e dos EUA.



terça-feira, 11 de setembro de 2012

Psy

 por Geilza,
                                 
Psy é um cantor e comediante coreano que nos últimos tempos conquistou o interesse da indústria de música norte-americana como, por exemplo, assinando um contrato com a gravadora de Justin Bieber e possivelmente com T-pain e de outros artistas como Nelly Furtado isso por causa de um hit viral chamado Gangnam Style. 

Para termos uma noção do enorme sucesso que essa música causou foi que ele tomou lugar de vídeo de kpop mais assistido do youtube tornando-se o primeiro coreano a ficar em 1° lugar em charts (lista de sucessos) de MV´s no ITunes. 

Psy teve uma pequena participação no Video Music Awards – VMA, deste ano, como apresentador, estando perto de famosos como Rihanna, Nicki Minaj, Taylor Swift, Kesha, Miley Cyrus, Wiz Khalifa, Mac Miller. O cantor também teve a chance de se apresentar na pré-party com Gangnam Style junto do grupo The Wanted.

Psy também gravou uma versão de Gangnam Style para dar uma visão feminina da música chamada Oppa You’re My Style, cantada ao lado da rapper Hyuna do grupo  4minute. 

Logo abaixo colocarei vídeos de Gangnam Style nas duas versões, e outros como na apresentação do VMA ao lado de The Wanted e uma pequena versão da música cantada pela Nelly Furtado.

  
Gangnam style: 



Psy ft. Hyuna:  




 VMA: 



Nelly: