sexta-feira, 21 de setembro de 2012

Sobre livros, de novo, de uma triste temática.


por Júlia,

Bem, houve uma época das mais marcadas de sangue que o mundo já presenciou e que dificilmente alguém não ouviu falar, provavelmente você já tem palpites sobre qual é esta época. Todos conhecemos alguma coisa da segunda guerra mundial; Hitler, campos de concentração, império de ódio, caça aos judeus, negros, ciganos ou qualquer outra coisa que “sujasse” o sangue alemão. Eu não vou falar propriamente da guerra, até porque nunca estudei realmente sobre o assunto, mas já li, vi documentários, filmes, que demonstram com intensidade o momento de terror que a Europa viveu.  Na verdade é sobre estas leituras que vou falar, são só alguns palpites sobre livros que possam interessar jovens (e adultos) sobre o tema da segunda guerra mundial. 

Ela teve começo em 1939 e fim em 1945, é dito que Hitler queria fazer um reinado de mil anos, não deu, a humanidade agradece. Foi uma coisa horrorosa, na academia Hitler começou a difundir suas ideias nazistas a partir de um livro: Mein Kampf, Minha luta, um primeiro trabalho acadêmico sobre o pensamento ariano. Todas as edições queimadas e proibidas de serem vendidas após a derrota da Alemanha. Falei disso só para mostrar o poder de um livro. Mas bem, falaremos de outros, bem mais inocentes e também bem menos poderosos, na verdade indico os quatro que mais gostei e que têm na biblioteca do Colégio de Aplicação:

Acho que meu preferido foi Inverno na Manhã de Janina Bauman. Ela vai contar sua própria experiência dolorosa sobre ser judia na Polônia, e vai tratar com mais foco sobre os guetos, lugares onde os judeus permaneciam antes de serem forçosamente levados para os campos de concentração ou para trabalhar em construções, nos dois não havia como sobreviver, a não ser algumas formas milagrosas de se escapar e ser acolhido. Janina vai falar de um deles em especial, aquele em qual permaneceu, o de Varsóvia. Com este livro eu aprendi muito.

Outro bem legal e que é o mais conhecido com certeza é o diário de Anne Frank, a partir dos fatos e dificuldades contados por uma adolescente por um diário naquela  época. Identificar-se com a escritora também faz parte da experiência da leitura deste livro para os jovens, que entendem mesmo de décadas atrás a linguagem da menina. Ele foi lido e melhorado pelo pai que o mandou para o governo após a guerra, muitos anos depois foi editado e vendido.

Mesmo que não tratando da guerra em si vou falar deste pois ele  trás também o olhar do outro lado, o olhar dos alemães. A menina que roubava livros é uma história fictícia de uma menina que fora abandonada pela mãe, vira o irmão morrer e acaba na casa de dois alemães pobres. É muito bem humorada e bonita a história além de tratar sobre muitos aspectos sobre a guerra, da juventude hitlerista até sobre o perigo de refugiar um judeu.

O menino do pijama listrado também trás o olhar alemão, ele trata de uma criança que tem pai nazista e mora a alguns metros de um campo de concentração. O menino que ainda não tem conhecimento sobre aquele mundo faz amizade com o careca e de pijama listrado menino que aparece nas grades deste campo de concentração. É bem interessante e tem um final assim, bem trágico.

Estes foram os que mais gostei, mas existem tantos outros com esta mesma temática que podem te interessar, também os filmes e documentários são muitos, vale apena pesquisar e aprender!

Nenhum comentário:

Postar um comentário