quinta-feira, 22 de novembro de 2012

A escassez da água no continente africano


por Luisa,

      O centro-norte do continente africano vive uma péssima realidade, a escassez da água. Menos da metade da população tem acesso à água potável e apenas trinta e seis por cento a saneamento básico.

            Esses índices vêm preocupando cada vez mais o governo, pois o índice de mortalidade vem agravando-se cada vez mais. A procura de água é cada vez mais enfatizada na África, onde 200 milhões de pessoas falecem por circunstâncias da escassez da água.

            Um dos países que enfrenta estes problemas é Guiné, que possui cerca de 1,3 milhões de habitantes, o idioma falado é o Árabe, localiza-se na faixa tropical, fica na África Islâmica, o clima é tropical e só há duas estações no ano: quente e a das épocas das chuvas. A população Guineense vive em condições precárias, pois a população não tem uma boa qualidade de vida, a falta de água tornou-se um tormento na vida destes, pois para obter água tem de defrontar uma fila gigantesca para encher baldes (ou qualquer outro recipiente). Alguns moradores não conseguem sua “porção” de água, e então como necessitam desta com extrema urgência, tentam de várias formas encontrá-la.

            O governo afirma que irá investir em saneamento básico e água potável para todos, porém não é isso que vem acontecendo, até agora nada vem sendo feito, a taxa de mortalidade vem aumentando cada vez mais. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário