segunda-feira, 22 de abril de 2013

Desafio de História – o "descobridor" Cabral.


A data de 22 abril é comumente lembrada pelas diversas mídias como o “dia do descobrimento”. A rememoração desse dia traz como personagem a figura de Pedro Álvares Cabral, conhecido por muitos como o “descobridor do Brasil”. Que tal tentar perceber isso de forma prática?

Entreviste até 5 pessoas buscando entender suas percepções sobre este personagem.

“O que você sabe sobre Pedro Álvares Cabral?”

Anote no seu caderno as respostas. Não esqueça de tomar nota a idade e da profissão do entrevistado. Atividade para a aula de 24 de abril.

Cadeiras são massa!

por Lucas Mior,



Talvez você tenha percebido que a cadeira da escola não é muito confortável, mas não despreze esse móvel. Com certeza, é o utensílio de mobília mais útil de todos. Já imaginou se ao estudar, usar o computador, precisasse ficar deitado ou sentado contra a parede, ou ao almoçar faria... Sei lá como! De um jeito ou de outro, ela acabaria sendo inventada, por que o ser humano cansou de sentar no chão. 

Um modelo de cadeira do século XVIII




Vamos definir, basicamente, o que é uma cadeira. Segundo Dr. Christopher Dresser[1] , ”Uma cadeira é um banco com encosto e um banco é uma tábua apoiada sobre dois suportes”. Claro, nós costumamos ver bancos com encosto que não são cadeiras, mas essa definição foi dada em 1873. Em termos atuais, uma cadeira é uma peça de mobília usada para se sentar, individualmente, com um encosto. Nela pode conter apoio para os braços ou não. A arte da cadeira está, em como é projetada para suportar muito peso, feito de um material nem tão resistente.







Um modelo de cadeira do século XXI


Desde seus primórdios, já se importavam com o design, e variando isso também variava o seu conforto. Como ela exigia dinheiro e mão de obra pra ser construída, ela era símbolo de riqueza e poder. Ela se tornou objeto popular só na revolução industrial, com a produção em massa. Assim, surgiu, se aprimorou, e continua mudando e mudando numa história que não tem fim. Virou instrumento filosófico, de estudo, de descanso... Aproveite para deixar a sua em paz, e use-a com sabedoria para aprender na aula!




Créditos da imagem: 
2- Acervo do autor

Referêncis:



[1] Christopher Dresser (1834-1904) era professor de desenho e estudioso de Botânica. Seus desenhos, que recriavam formas vegetais, destinaram-se aos mais diversos objetos: peças de metal, vidro, papéis de parede, cerâmica e mobiliário. Em última análise, o propósito de Dresser era transformar as formas naturais em formas decorativas. http://www.coisaetal.maxiweb.com.br/Art%20Nouv.htm

quarta-feira, 17 de abril de 2013

Vídeo game, quem nunca jogou?


por Luan Sonaglio Argouse,

Vídeo game, um assunto divertido, interessante, e um pouco polêmico. Quem nunca se divertiu com um deles? Pois é, é sobre isso que vou falar hoje.

Desde um dos primeiros consoles de videogames do mundo, o Atari (não é o primeiro, mas para muitos é considerado o primeiro), até hoje, já passamos por 7 gerações de consoles. Atualmente estamos na sétima geração, onde temos o PlayStation 3, Xbox 360 e Nintendo Wii como destaque. Mas já estamos entrando na oitava geração de consoles de vídeo games, onde até agora temos anunciados e confirmados o PlayStation 4 e o Xbox 720. Também já passamos por vários jogos, como um dos primeiros, Pong. Pong era um pequeno jogo de Tênis onde você direcionava uma pequena “plataforma” em direção a bola e rebatia para o outro jogador. A forma de pontuar era fazendo o jogador inimigo não conseguir rebater a bola. Obviamente esse jogo não era com conexão internet podendo jogar online com outras pessoas como os games de hoje, mas sim jogado com dois controles, um jogador do lado do outro, no mesmo lugar, compartilhando as mesmas emoções. Hoje em dia, temos VÁRIAS, franquias de jogos no mercado de games (que cresceu muito mesmo durante os anos) entre elas Call of Duty (a franquia mais vendida), Battlefield, Assassin’s Creed, The Elder Scrolls, Hitman e muitas outras.

Um dos consoles que provavelmente marcou a infância de muitos (além do Atari, para os mais velhos) foi com certeza o Nintendo 64, com seus jogos inovadores e no momento, um dos mais famosos, o Super Mario 64. Muitas pessoas até ligavam para uma central de ajuda do Super Mario 64 para saber como zerar (termo usado quando você fecha, termina, acaba, a história de um jogo) o mesmo. Ou também, outro jogo marcante, o jogo Sonic the Hedgehog para Sega Genesis e Mega Drive.

Enfim, podemos concluir que vídeo game é uma coisa muito divertida com seus diversos tipos de games/jogos e bugigangas malucas. É claro que há muitas outras coisas para falar a respeito de vídeo games e seus derivados, mas se eu escrevesse tudo em um post, ficaria um texto gigante e tedioso além de levar dias para ser escrito.

Agora umas perguntas: Você tem algum console? Se sim, qual? Quais games você joga?

Créditos da imagem:  http://www.giantbomb.com/nintendo-64/3045-43/