domingo, 30 de junho de 2013

Mobilidade Urbana

  por Claudia Spaniol,
              
Mobilidade urbana pode ser definida como o modo, o tempo, e forma como as pessoas se locomovem. Por exemplo, em ambientes urbanos  há muitos carros e a tendência é ter filas e bastante trânsito. No meio rural não há tanto deste problema.

Em Florianópolis, por exemplo, nos horários de pico temos muito trânsito em praticamente todas as ruas. Um dos fatores que contribui para a formação das filas na Ilha de Santa Catarina é a forma das ruas, geralmente estreitas e quase impossibilitadas de alargar mais, devido as condições geográficas, ou seja, áreas situadas entre morros ou mar. E como Florianópolis é uma cidade atrativa, cada vez recebe mais habitantes, assim sempre aumentando a quantidade de carros e de construções, o que dificulta mais ainda.

Há poucas ciclovias na ilha, e as que tem muitas vezes não são respeitadas, o que dificulta mais ainda se locomover de outra maneira, que reduziria o trânsito: de bicicleta.

Recentemente o governo reduziu os impostos para veículos particulares. Em vez de dar incentivos fiscais para a melhora do transporte público, o que dificulta ainda mais a situação, gerando um trânsito ainda maior e que acaba levando muito tempo para fluir.

Mas qual seria uma possível solução para este problema? Criar novos hábitos é uma boa ideia: vá de ônibus, peça carona, dê carona, entre outras coisas! Então, ajude!


Créditos da imagem:


sábado, 29 de junho de 2013

Preserve nosso verde

por Claudia Spaniol,

Árvores, presentes desde o início da vida do nosso planeta, constituindo florestas e abrigando vidas.
Mas depois de nascerem as árvores, nascemos nós. Desde o princípio usamos árvores para muitas coisas, seja obter alimento, usar de abrigo, produzir coisas de sua matéria prima, etc.      

E para todos esses usos, vem consigo o desmatamento, que além de cortar árvores, corta  e interfere em todo um ecossistema.  Pássaros, formigas, abelhas... Muitos seres vivos são tirados de seu habitat natural. E em casos extremos até ficam em perigo de extinção, como é o caso do sagui, onça pintada, tigre, arara azul, e outras 633 espécies (e isso estou falando só do caso do Brasil).

Construir cidades e para o uso da agropecuária são as causas mais comuns para o desmatamento, que  cada vez é preciso mais e mais, aumentando a necessidade conforme aumenta a população.


A Amazônia, principal floresta do mundo que se distribui por 9 países sul-americanos, realmente uma vasta área de árvores. Algo assim deveria ser preservado ao máximo, mas infelizmente não é isso que ocorre: calcula-se que cerca de 26.000km são desmatados todos os anos. E a maior causa disto é a extração de madeira, na maioria das vezes ilegal. Assim trazendo seca, secando rios, e matando peixes. Uma verdadeira bola de neve.


Outro problema que vem com o desmatamento é o aquecimento global, com ele a temperatura tende a subir cada ano mais, e consigo trazendo cada vez mais problemas. Especialistas dizem que chegará uma hora que nós mesmos não suportaremos mais as condições de vida se continuarmos destruindo florestas. Assim, será que produziremos nosso próprio fim?

Créditos da imagem:

sexta-feira, 28 de junho de 2013

Da minha janela vejo

por Lucas Cardoso,


        
   Da minha janela vejo meus amigos se divertindo na rua jogando futebol, vôlei, enfim, brincando. Às vezes eles vêm me chamar para jogar com eles, mas não vou, pois eles são de um jeito comigo e de outro jeito com seus amigos, eu não gosto de atitudes assim, pelo menos acho isso chato, não sei você.

   Da minha janela vejo meu cachorro latindo para outros cachorros de dentro do terreno, eu acho incrível como são esses cachorros quando estão dentro do terreno,ficam latindo chamando a atenção dos outros cachorros para brigar, mas quando eu os solto eles ficam com medo dos outros cachorros e saem correndo, às vezes fico rindo sozinho em casa por causa disso.       
                                                                                                                                                        
    Da minha janela vejo carros passando, buzinando para os conhecidos, um desses conhecidos sou eu, pois sou uma pessoa muito educada.

    Da minha janela vejo meu primo me chamando para jogar vôlei com ele. Eu vou, pois ele é meu primo e eu gosto dele, e ele sabe jogar vôlei, diferente dos outro amigos. Sempre que cansamos vamos para a casa dele ficar jogando computador.

    Da minha janela vejo meus amigos tomando bronca do vizinho por acertar muitas vezes a bola no portão fazendo assim muito barulho. 


    Incrível o que pode acontecer na frente da janela de um quarto, tantas coisas diferentes. Nunca tinha parado para pensar nas tantas coisas que podem acontecer na frente de uma casa.

Créditos da imagem:
 http://minhadosediaria.blogspot.com.br/2010/06/quando-o-sol-bater-na-janela-do-teu.html

sábado, 15 de junho de 2013

Diários

por Cláudia Spaniol,


Diários já foram e ainda são de extrema importância para muita gente. Neles você pode desabafar, escrever coisas pessoais e confidenciais, planos para o futuro, lembranças do passado, desejos, medos, esperanças, e tudo que vier em mente.

 Uma ideia é combinar com os amigos de escrever tudo o que pensa, o que sente, e o que deseja na atual fase da vida, e enterrar seus diários, por exemplo, no quintal da sua casa, ou simplesmente deixá-lo esquecido por um tempo no fundo de uma gaveta qualquer. Assim, criando uma  cápsula do tempo, para que, no futuro, juntos, vocês desenterrem e percebam em que pontos houveram mudanças, em que pontos houve um amadurecimento, e diversos outros aspectos, além de ser divertido fazer isso na companhia de seus amigos.

Um exemplo significativo da importante função que um diário pode ter foi o caso de Anne Frank, que durante a Segunda Guerra Mundial, usou seu diário como ponto de fuga para tentar fugir da realidade, sem o diário teria sido muito mais difícil suportar a vida no porão de uma casa no qual tinha que ficar refugiada, simplesmente sobrevivendo, com a esperança de que a guerra terminasse. E além do mais, suas escritas serviram como importante fonte história para podermos compreender melhor e de um ângulo diferente o que se passava em uma época tão difícil.

Com o avanço do mundo, com o surgimento de novas tecnologias, o diário também evolui. Antigamente era muito comum o uso de qualquer caderno para registrar seus sentimentos, porém hoje, com o avanço tecnológico, já existem até diários para serem usados no celular, como por exemplo vários aplicativos que podem ser encontrados para download na Apple Store, e com o uso destes, é possível não apenas registrar palavras, mas também fotos e vídeos!


Mas como as pessoas estão cada vez mais atarefadas e perdendo seu tempo com futilidades, muitas vezes hábitos como escrever em um diário ficam para trás. Então você, para não deixar essa atividade se perder no tempo, por que não começa a registrar sua vida em um? Já pensou?

Créditos da imagem:

sexta-feira, 14 de junho de 2013

Lowrider

por Matheus Antunes,

Lowrider é um estilo de carro que foi inventado após a 2ª Guerra Mundial pelos mexicanos  na divisa com os Estados Unidos, pois queriam se diferenciar dos demais carros, mas como eles são?

Os Lowriders são veículos normalmente produzidos entre as décadas de 1950 e 1970. Possuem roda pequena e com uma bela de uma suspensão hidráulica que podem, literalmente, fazer os carros pularem, encostar o assoalho no chão ou até fazê-los andarem em 3 rodas (chama-se Three Wheel Motion) , mas essa potência de suspensão precisa de uma força para se mexer, normalmente de 7 a 20 baterias.

 Hoje em dia muitos rappers usam esse estilo de carro em seus videoclipes.


Fonte de informações: 
http://www.artemotorizada.com.br/?p=5

Créditos da imagem: http://commons.wikimedia.org/wiki/File:Chevy_Impala_Coupe_Lowrider.jpg




terça-feira, 11 de junho de 2013

Apresentação da equipe de criação do 2º trimestre

por Equipe de Criação,

Olá Leitores,

Estamos iniciando o 2º trimestre e com isso uma nova equipe de criação: Matheus Antunes, Claudia Spaniol, Lucas Fornaza, Clara Murgia, Anarela Voltolini, Bárbara Trombotto, Pedro Campos, Vitor Fernando.

Estaremos postando assuntos variados, esperamos que gostem das postagens e não se esqueçam de avaliar.


Atenciosamente, Equipe de Criação