segunda-feira, 16 de setembro de 2013

Da Minha Janela Vejo

por Pietra,

 
Da minha janela vejo meus cachorros. Para colorir o lugar, arbustos de hibisco, uma bela flor vermelha, chamando a atenção dos beija-flores
.
Seguindo o olhar, mais à frente, um grande abacateiro, gestando os seus frutos grandes e belos. Logo depois, uma rua pouco movimentada, que vez ou outra passa um carro. Ali não acontece nada de interessante, tudo se mantém estático.

O teto do meu quarto é baixo, e por isso atrapalha um pouco a vista, mas o pouco que vejo lá é o suficiente para mim.Grande parte da vista vai para a varanda pouco iluminada.
O dia vai virando noite, tudo vai ficando escuro, restando apenas a luz fraca da lua, que está mais bonita do que nunca. É ela chegar para, então, eu me despedir. Fecho a janela e deixo a noite dar seu espetáculo particular e um tanto solitário.

Nenhum comentário:

Postar um comentário